Tentativa de retrocesso nos direitos trabalhistas.

Demora para as gestantes receberem o benefício.

E a completa incompetência de um ideal de Governo.

Diante de todas medidas trabalhistas que estão sendo aprovadas pelo Governo, especialistas afirmam:

A CONTAGEM REGRESSIVA PARA O FIM DO AUXÍLIO MATERNIDADE JÁ COMEÇOU!

msa-texto

Veja no texto abaixo, como o retrocesso de questões trabalhistas deu início a um movimento que já está impactando diretamente um dos benefícios mais importantes para as mulheres brasileiras.

E de acordo com especialistas, se mais medidas como a MP 936 continuarem a ser aprovadas, mais de 100 mil mulheres
grávidas continuarão a ser prejudicadas nos próximos anos.

O conteúdo a seguir tem como único objetivo alertar as brasileiras para as decisões tomadas pelo governo que podem ter impacto direto em sua vida, na vida dos seus filhos, na sua família e no seu bolso - bem como, de forma prática, trazer o passo a passo do que fazer para se blindar dessas potenciais decisões.

Pela gravidade do tema e pelo que passei em ocasiões anteriores, quando fui mãe, gostaria de deixar tudo registrado nesta carta, que considero de suma importância - se você conhece outra mãe que já passou por algo parecido, quero te dizer que qualquer semelhança não é mera coincidência.

Amiga leitora,

Nem o governo, nem as empresas gostam de mulheres grávidas.

O ideal de proporcionar direitos e benefícios para ajudar as mulheres durante a gravidez, está chegando ao fim.

Enquanto constantemente são feitas reuniões para discutir a redução dos benefícios de trabalhadores e gestantes.

Não existe nenhum interesse em reduzir os super benefícios da classe política.

A velha política composta por políticos com super benefícios, como auxilio saúde, moradia, refeição, auxilio terno, dentre tantos outros….

fora um gordo salário de mais de R$ 33.763,00 , continua firme e forte.

São tantos benefícios, que não há nem necessidade de um político encostar no salário para viver.

Por outro lado, as mulheres que estão gestantes precisam se humilhar para receber o auxilio previsto por lei.

Enquanto políticos recebem seus benefícios em dia, milhares de mães sofrem pelas demoras causadas pelo sistema.

O governo tornou-se um grande palco de negociações de retirada de direitos e benefícios do povo em prol da vantagens de alguns.

Diante desse triste cenário, a desculpa sempre cai em várias e várias crises que nunca vão deixar de existir e nunca vão ter fim.

Estamos diante de um dilema, em que resta saber se teremos um fim terrível (retirada definida dos benefícios das gestantes) ou um terror sem fim (constante ameaças da redução e retirada desses benefícios).

É um roteiro de filme de terror aparentemente inevitável, cujas consequências são amplamente conhecidas:

Redução dos benefícios do povo e aumento de salário e benefícios da classe política.

Essa poderia ser uma descrição precisa não apenas do Governo Bolsonaro, mas de uma série de outros governos que o Brasil já teve.

Porém, dessa vez é ainda pior:

. Tivemos que enfrentar uma Pandemia Mundial, ouvindo uma série de absurdos ditos pelo Presidente da República.

. Mais de 100 mil mulheres precisaram aguardar o INSS liberar o salário maternidade que estava atrasado.

. O benefício que era concedido rapidamente, agora leva meses para ser aprovado.

. O Governo usa um sistema que nunca funciona corretamente e muitas mães quando vão procurar o atendimento recebem a mesma resposta: “Estamos sem sistema”.

A combinação desses fatores, infelizmente, leva a crise referente aos auxílios maternidades a outro patamar, com um potencial devastador para a vida das recém-mães.


Milhares de mães são brutalmente impactadas.

Principalmente, as que contam em receber esse dinheiro com urgência.

E diante de todas as crises, ego e disputas que existem na política, não subestime o risco das coisas ficarem piores.

Porque elas, realmente podem ficar muito piores.

Estamos lidando com ataques direto aos menos favorecidos, devido a ideologias políticas.

Porém, há algumas medidas que tem o objetivo de proteger o padrão de vida sua família, os recursos que você irá oferecer para os seus filhos e o seu futuro como mãe. E elas devem ser colocadas em prática imediatamente.

Este texto contém orientações que deve ser seguida por todas as mulheres que já são mães ou que ainda querem se tornar mães.

Eu sou Mariana Souza, sou Empreendedora Digital e sou uma das mães que fazem parte do Projeto Negócio Online para Mães.

No momento que faço este alerta, trabalho de casa através da internet e consigo acompanhar o crescimento dos meus filhos de perto.

O documento a seguir tem caráter Apartidário e estritamente técnico.

Não louvo qualquer partido político, empresa ou instituição estatal ou privada.

O que você verá a seguir é um conteúdo sensível com um único objetivo:

alertar as brasileiras sobre como as ações do governo e das empresas podem impactar na sua família,

bem como, de forma prática, mostrar o passo a passo do que fazer para se blindar e ter uma nova fonte de renda dentro de casa,

para você acompanhar o crescimento dos seus filhos de perto também.

Citando Jesus Cristo, porém, considero que a verdade é essencial para qualquer coisa na vida. Como ele disse:

conhecereis a verdade a verdade vos libertará.

Encarar a verdade de frente, por mais dolorida que ela seja, antes que seja tarde demais.

Infelizmente, adentramos em um tempo sombrio, com uma combinação de fatores que desvalorizam a maternidade

e com impactos inevitáveis nos próximos dias, meses e anos, que serão sentidos na sua vida e na vida dos seus filhos.

Talvez você não tenha percebido…
Mas a economia brasileira já voltou 10 anos no tempo…

Você se lembra da sua rotina 10 anos atrás?

Qual era o seu nível de renda uma década atrás?

Hoje o valor do dinheiro diminuiu bastante.


Estamos vivendo a maior queda de PIB de toda história. E isso já é um fato consumado.

O que realmente me preocupa agora, é o impacto que isso está tendo sobre as famílias brasileiras,

principalmente na vida das mulheres que se tornaram mães.

Com a economia brasileira fragilizada devido a uma pandemia, e em meio a uma crise política, onde milhões de pessoas pedem o impeachment do Presidente,

estamos em uma rota caótica do recebimento de um dos principais benefícios que são oferecidos para as mulheres que se tornaram mães.

Os números não mentem.

Estamos diante das piores métricas dos Programas de Auxilio Maternidade dos últimos anos, e com a crise do corona vírus,

as avaliações negativas podem superar em muito qualquer precedente histórico.

Para piorar, ainda não sabermos quais serão suas consequências no longo prazo para todas as mães brasileiras.

Será que não estamos condenando as futuras mães a terem que vivenciar a ansiedade e o sofrimento de não receber os benefícios garantido por leis,

devido a incompetência do sistema público?

Mesmo com uma resposta não definitiva para esse caso, uma coisa já é certa.

Segundo estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas,

a população brasileira está empobrecendo em um ritmo ainda pior… que não acontece há 100 anos.

msa-texto

Fonte: valor.globo.com

Mas essas ainda não são as piores métricas que precisamos encarar…
O governo vem deixando sempre evidências de que proporcionar uma vida melhor para as gestantes não está na lista de prioridades.

Eu peço por favor que você dê uma olhada nessas manchetes.
Mais uma vez, não se trata de hipótese ou de qualquer projeção da minha parte.

São fatos consumados.

msa-texto

Fonte: valor.globo.com

msa-texto

Fonte: veja.abril.com.br

msa-texto

Fonte: spbancarios.com.br


Quando você lê todas essas notícias, não lhe parece assustador?

Algo que vai completamente na direção oposta de oferecer segurança para as gestantes e seus filhos.

Some as notícias sobre o PIB brasileiro e os problemas que as gestantes estão vivenciando para ter

acesso ao benefício e o que temos além de um retrocesso do que o Brasil viveu nas últimas décadas?

É provável que você conheça alguem que sofreu financeiramente ao se tornar mãe, é possível até mesmo que isso tenha acontecido com você.

Eu mesmo me questiono diariamente e fico torcendo para que mais mulheres encontrem uma luz no fim do túnel, assim como eu encontrei.

Mas, infelizmente as coisas nem sempre são como a gente gostaria.

E é o meu dever, como mãe e empreendedora, fazer esse alerta chegar ao maior número de pessoas possível.

Toda essa crise pode gerar consequências devastadoras em sua vida.

E não sou eu apenas que estou dizendo isso.

No exato momento em que escrevo essa tese, grandes canais de notícias alertam para a mesma coisa.

msa-texto

Fonte: folha.uol.com.br

msa-texto

Fonte: brasildefato.com.br

msa-texto

Fonte: cnnbrasil.com.br

msa-texto

Fonte: fdr.com.br

msa-texto

Fonte: agora.folha.uol.com.br

A maior crise de todas foi formada.
Uma pandemia mundial e inumeras crises no INSS.

E parte considerável das mulheres que ainda não são mães, nem imaginam o que irão ter que enfrentar quando decidirem ter um filho.

Agora que eu te mostrei alguns desses fatos, imagina comigo…

Imagina que você não se sentindo bem e você decide ao médico.

Após uma série de exames, o médico te fala que você está com uma doença terrível…

Pela gravidade do problema, naturalmente você decide ir buscar uma segunda opinião. Mas esse segundo médico, chega ao mesmo veredicto.

Não satisfeita, você repete todo o procedimento inúmeras vezes, com diferentes profissionais, todos renomados…

E todos esses especialistas chegam ao mesmo diagnóstico:  você precisa se tratar e você precisa começar imediatamente.

Você ignoraria isso e voltaria para sua vida normal, como se nada tivesse acontecido?
Refazendo a pergunta: após ter um filho, você ignoraria isso e voltaria para sua vida normal, como se nada tivesse acontecendo?

Meu objetivo é abrir os olhos de todas as mulheres que são mães e que querem ser mães.

Para que você possa saber com o que pode contar ou não, nessa fase tão especial de sua vida.

Além disso, pensar em um grande problema que a maioria não se planeja e que precisa ser resolvido.

” Como cuidar de nossos filhos sem ter impactos financeiros enormes, principalmente nos primeiros meses? “

Algumas mulheres não possuem uma resposta definitiva para isso.

Outras pensam em poder contar com o auxílio maternidade…

Porém esse mecanismo de socorro está completamente contaminado. 

msa-texto

Fonte: economia.uol.com.br

msa-texto

Fonte: economia.uol.com.br

msa-texto

Fonte: economia.uol.com.br

msa-texto

Fonte: azmina.com.br

msa-texto

Fonte: economia.uol.com.br

E esse é o documento e o extrato de uma mãe que preferiu ficar anônima:

msa-texto

Fonte: Carta de Concessão INSS (a beneficiária preferiu permanecer anônima)

Embora tenha recebido todo o valor integral, ela precisou esperar 2 meses para ter acesso ao benefício.

Como você viu, as consequências na vida dessas mães foram extremamente negativas.

As mães brasileiras estão sofrendo um terror sem fim.

E as evidências das declarações públicas que temos do atual presidente, são desanimadoras.

msa-texto

Fonte: aosfatos.org

msa-texto

Fonte: dw.com

msa-texto

Fonte: sinposba.org.br

msa-texto

Fonte: sinposba.org.br

Como falei, essa é uma carta anti-partidária, porém as evidências são de que talvez estejamos diante dos maiores casos de descaso com as gestantes dos últimos tempos.

A sociedade não pode simplesmente acreditar que existem salvadores dentro de algum tipo de governo e que os problemas simplesmente desaparecerão caso um novo presidente ocupe o cargo.

Como vimos durante todos os últimos governos, os problemas continuam lá, e cedo ou tarde voltarão para a própria sociedade de forma piorada.

Até quando você vai viver sem ser protagonista da sua história de vida?

Até quando você vai ficar dependendo do governo e ficar aturando chefe chato para poder sustentar seu filho?

As consequências de não assumir o controle da sua vida podem ser irreparáveis.

A armadilha: a ilusão de que existe um governo protetor e a ilusão de que você irá voltar a ter a mesma vida profissional que tinha antes da grávidez

Há uma falsa sensação de que quando o governo paga o salário maternidade, ele está contribuindo com a vida das mães.

Porém, de quem é o dinheiro que o governo utiliza se não o seu próprio dinheiro?

Que é arrecadado através dos inúmeros impostos que existem e tempo de contribuição de trabalho que você tem.

O Governo não pode simplesmente retirar ou reduzir direitos das grávidas, pois isso é algo de extrema gravidade.

Por isso, o meu posicionamento como mãe e participante do Projeto Mães de Negócios, que onde participo como escritora colaborativa.

Por isso, o meu posicionamento como mãe e participante do Projeto Mães de Negócios, que onde participo como escritora colaborativa, vai no sentido contrário à opinião de diversos apoiadores de qualquer tipo de governo, seja de direita ou de esquerda.

Mostrar todos esses fatos é necessário, para que você possa assumir controle da sua vida, ter uma nova fonte de renda e ficar mais próxima dos seus filhos.

No final do dia, a única coisa que importa é contribuir com a vida das mães brasileiras.

Assim como eu também sou mãe, entendo exatamente como você se sente.

Portanto,  vamos aos fatos:

– O Brasil está passando por uma grave crise econômica.

– As mulheres gestantes estão perdendo seu valor e não são prioridades do atual governo. (o tempo que isso vai durar, ninguém sabe)

– O tempo de aprovação e depósito do auxilio maternidade demora a tal ponto que muitos bebês ficam com 2 ou 3 meses de vida, até os valores serem liberados.

– 48% das mulheres são demitidas após 12 meses o nascimento de seus filhos

Essa é a verdade.

Sem espaços para achismos.

Apenas dados e gráficos que mostram a realidade.

msa-texto

Fonte: azmina.com.br

Segundo levantamento da Fundação Getúlio Vargas, 5% das mulheres ficam desempregadas 5 meses após o parto,

15 % das mulheres após 6 meses e 48% das mulheres que se tornam mães, ficam desempregadas logo após 12 meses do nascimento de seus filhos.

msa-texto

Fonte: portal.fgv.br

Praticamente metade das mulheres que se tornam mães são demitidas por volta da época que seus filhos vão completar 1 ano de idade.
Até mesmo durante a pandemia, as demissões continuaram a acontecer.

msa-texto

Fonte: bbc.com

msa-texto

Fonte: uol.com.br

msa-texto

Fonte: noticias.r7.com

msa-texto

Fonte: maternar.blogfolha.uol.com.br

É por isso que planejar o seu futuro é de extrema importância.

Como será a sua vida após o nascimento dos seus filhos importa sim – e muito.

Foi por isso que ao identificar tudo isso, comecei a criar meu próprio futuro e desenvolvi uma fonte de renda que me permitisse estar

próxima dos meus filhos e não sofrer tudo isso que o mercado de trabalho oferece de negativo para as mulheres que recém tiveram filhos.

Criar uma nova fonte de renda para sua vida, principalmente se você é mãe, é proteger o futuro dos seus filhos.

É necessário.

É responsável.

É essencial para evitar a ruína financeira da sua família.

E infelizmente, contra a minha vontade, eu preciso afirmar: há boas chances de você passar alguma dificuldade financeira quando for mãe, se depender somente de um emprego tradicional.

Eu e toda minha equipe do Projeto Negócios Onlines para Mães, paramos por semanas para estudar como fica a vida profissional das mulheres logo após elas terem um filho.

E o resultado desse estudo precisa ser repassado a você.

Preste bastante atenção nas imagens a seguir….

msa-texto

Fonte: brasil.estadao.com.br

msa-texto

Fonte: portal.fgv.br

msa-texto

Fonte: extra.globo.com

msa-texto

Fonte: cangurunews.com.br

msa-texto

Fonte: g1.globo.com

msa-texto

Fonte: justicadesaia.com.br

Você identificou algo em comum entre elas?

Uma espécie de padrão que acontece em relação a todas as mulheres que se tornam mães e seus empregos.

Esses são dados divulgados pelas instituições mais respeitadas no país, dentre elas o FGV, e mostram a realidade das mães brasileiras no mercado de trabalho.

Outro ponto importante a ser dito, é que ao ficarem desempregadas, muitas mulheres começam a receber pressão do marido para contribuir

financeiramente dentro de casa, o que gera ainda mais stress para muitas mães.

Então, o que tiramos de conclusão dessas pesquisas é que:

Depender do governo e do mercado de trabalho nos primeiros meses e anos de vida do seu filho é algo terrível, que causa muita dor e sofrimento para a maioria das mães.

Até mesmo para aquelas que lutam para se manterem empregadas ou conseguirem um novo emprego.

msa-texto

Fonte: justicadesaia.com.br

msa-texto

Fonte: azmina.com.br

Entenda, que eu não estou afirmando que é 100% certo de você viver tudo isso.

Estudamos o passado e diferentes pesquisas para entender a realidade e, quem sabe, projetar um futuro melhor para nossas vidas e para a sua também.

Trago esse estudo apenas para te mostrar que a probalidade de você vivenciar alguma dificuldade no primeiro ano de vida do seu filho é alta.

Para 48% das mulheres brasileiras isso aconteceu.

A pergunta que qualquer mãe deve se fazer é:

Será que comigo vai ser diferente do que aconteceu com outras mães?

Outra pergunta ainda mais importante.

O que acontece com você, se você precisar cuidar do seu filho e trabalhar ao mesmo tempo?

Você está preparada para ficar longe dos seus filhos e voltar a trabalhar em lugar que não gosta? Ou que perdeu o sentido para você?

Olha…eu não estou de forma alguma querendo fazer terrorismo. Longe disso.

Eu estou querendo te fazer pensar na sua vida e na vida dos seus filhos com responsabilidade.

O momento não é de acreditar cegamente que você terá um emprego para sempre.

Eu já te mostrei exatamente como o mercado de trabalho trata as mães que tiveram filhos, nos primeiros 12 meses.

E eu estou aqui justamente pra te ajudar nisso.

A primeira questão que reforço para TODAS as mães: cuidado para não ficarem dependentes apenas de uma única fonte de renda.

Há momentos em que o foco deve ser sua paz e a preservação do crescimento saudável do seu filho.

Assim como é exigido de você ter um bom desempenho no trabalho, será exigido de você ter um bom desempenho como mãe…

e a verdade é que ninguém ainda sabe qual será tamanho do estrago se você deixar a educação e participação no crescimento do seu filho de lado.

Por mais incrível que possa parecer, você só vai saber o resultado da educação que está dando para o seu filho no futuro.

Se você hoje parasse de trabalhar de vez, somente o salário do seu companheiro seria o suficiente para dar uma vida de extrema qualidade para você e para os seus filhos?

Possivelmente não.

E o que você está fazendo diante de tudo isso?

O que você está fazendo para ganhar dinheiro e acompanhar de perto o crescimento do seu filho?

Como foi demonstrado aqui, os paralelos entre grávidez, atrasos nos benefícios, demissões e diminuição de renda são gritantes.

Existem aquelas que dizem que quando for mãe fará diferente, não deixarão sua vida ser tomada pela maternidade, mas essa teoria é seguida até o dia que seu primeiro filho nasce.

É impossível não se entregar completamente, não se doar o máximo e de se privar do que você vivia antes.

Ainda mais quando sua antiga rotina não se adequa a rotina de uma criança.

Então, ao se tornar mãe, espere por:

  • Mudanças na sua rotina
  • Mudança das suas prioridades
  • Mudanças na sua carreira
  • Atrasos do auxílio maternidade
  • Possíveis demissões dentro do período de 12 meses após o nascimento do seu filho
  • Possíveis crises financeiras
  • Falta de vontade de retornar ao antigo trabalho
  • Vontade de pedir demissão para ficar mais próxima dos filhos.

O que você deve fazer?
Bem, nós do Projeto Negócio Online para Mães, temos dedicado nossa pesquisa, somente a isso nos últimos meses.

Encontrei um número surpreendente de coisas simples que você pode fazer para ter uma nova fonte de renda dentro de casa e acompanhar de perto o crescimento dos seus filhos.

Plano Prático:
O que você pode fazer para ter uma nova fonte de renda dentro de casa

E ainda como acompanhar o crescimento dos seus filhos de perto, sem precisar voltar para nenhum emprego chato

Eu já te mostrei que 48% das mulheres que possuem filhos ficam desempregadas. E que muitas possuem dificuldades para conseguir um novo emprego depois.

O momento então é de responsabilidade. Você não precisa conseguir um emprego que te deixe sem tempo para cuidar dos seus filhos, você precisa aprender como ganhar dinheiro.

Esta deve ser a primeira parte de todo o plano agora: aprender a ganhar dinheiro dentro de casa

Como você fará isso?

Aprendendo como ganhar dinheiro através da internet. Se blindando ao desemprego.

Com um mundo conectado, você precisa estar presente na internet e aprender a como vender através das redes sociais.

E isso não vale para agora. Vale para SEMPRE.

O erro das pessoas é somente decidir criar a própria fonte de renda, quando algo ruim acontece.

Saber como ganhar dinheiro por conta própria consiste exatamente numa coisa: lidar com o futuro.

Embora existam muitas mulheres que podem voltar ao mercado de trabalho independente de quantas reprovações levem em entrevistas de emprego, eu continuo com os meus dois pés inteiros no chão.

Acredito que por experiência e estudo, que sim, podemos voltar ao mercado de trabalho, mas também podemos sim construir nossa própria fonte de renda, sem depender de outra empresa ou pessoas para isso.

Podemos criar uma nova fonte de renda dentro de casa através da internet, enquanto buscamos outro emprego. Ou até mesmo consolidar de vez essa nova fonte de renda dentro de casa e não precisar procurar emprego nenhum.

O erro está nas mães que não criam nenhuma fonte de renda e apostam todas as fichas exclusivamente em serem aprovadas em uma entrevista de emprego.

Há uma diferença grande entre probabilidade e resultado.

Essa é uma das coisas mais importantes que se deve saber sobre risco de ser reprovada em uma entrevista de emprego.

E é essa ideia que quero implementar para o seu dinheiro a partir de hoje. Ele não precisa vir apenas de um emprego das 09h as 18h.

Mas, antes eu gostaria de te mostrar outra coisa, que envolve a segunda parte do plano prático.

Nesta mensagem, eu mostrei que existe um grande paralelo entre o nascimento de um filho, o risco de depender urgentemente do auxílio maternidade e o desemprego.

Se há algo de positivo que podemos extrair nessa história, agora vem a melhor parte…

Algumas mães descobriram que poderiam criar uma nova fonte de renda dentro de casa, quando viram meu exemplo de vida.

msa-texto

Algumas mães ganharam dinheiro por conta própria pela primeira vez.

Outras ganharam um bom valor no qual puderam ajudar seus maridos dentro de casa.

Em 2015, criei o Projeto Negócio Online para Mães, por enxergar que mais mulheres estavam vivenciando os mesmos problemas da maternidade que eu vivenciei.

Uma dessas mães foi a Natalia Montanari.

Ela criou o Projeto Negócio Online para mães. E esta incentivando que mais mulheres possam ter seu próprio negócio online. 

Assim que ela criou o projeto, eu confiei e participei do CURSO MÃES SUPER AFILIADAS.

Isso me fez ganhar uma boa renda trabalhando pela internet e pude ajudar em casa e ficar próxima dos meus filhos.

Esses foram os valores que eu cheguei a faturar em um mês trabalhando dentro de casa.

E mesmo em meio a correria de ter que cuidar dos meus filhos, da casa e do meu esposo.

E além de mim, as mães que acompanharam as aulas, conseguiram lucrar também.

Algumas 200 reais, outras 1 mil reais. Independente dos valores, todas sentiram que não precisariam se preocupar em arrumar um emprego fora de casa. E ficaram tranquilas com a segurança de contar com uma entrada de renda, ajudar a marido e ainda não precisar para nenhuma creche ou babá .

É muito bom ver a transformação na vida de todas as mães e eu me sinto muito feliz por ser uma apoiadora desse projeto.  

E é muito bom ver toda a equipe do Projeto obstinada a ajudar mais mães a terem uma nova fonte de renda dentro de casa também. 

Em outras palavras, nossas alunas podem ter uma nova fonte de renda mesmo que nunca tenham tentando vender pela internet anteriormente.

Que seja de meu conhecimento, não existe nenhum outro projeto na internet que tenha ajudado tantas mães que possuem filhos pequenos a ganhar dinheiro na internet.

Poderia perder um bom tempo dando outros exemplos mas o objetivo da minha mensagem não é esse, sequer temos tempo para isso.

O importante é agora. O que está por vir.

Vou te fazer uma proposta.

Eu vou te passar as instruções do que você precisa fazer para ganhar dinheiro na internet.

Para se blindar dos riscos de ter que ir para um emprego chato e não ter tempo para os filhos.

E quem sabe ainda, fazer com que essa nova fonte de renda te dê resultados a ponto de você não querer procurar um emprego fora de casa.

Agora eu vou abrir para você exatamente TUDO o que você precisa para dar esse novo passo com responsabilidade.

E principalmente, com o máximo de segurança possível.

Portanto, vamos lá.

1. Eu vou compartilhar com você em aulas especiais em vídeo: Como usar a internet para fazer vendas online e ter uma nova fonte de renda dentro de casa , mesmo que você não saiba nada.

msa-texto

Isso é o principal. Como você irá começar a vender na internet, usando campanhas do facebook. Neste curso, eu te dou o passo a passo. Não é necessário nenhum conhecimento prévio.

Não precisa investir no inicio e você pode assistir as aulas sempre que quiser.

UMA COISA IMPORTANTE AGORA:

SOBRE A DECISÃO QUE VOCÊ IRÁ TOMAR E QUE IRÁ MUDAR TE FAZER FICAR PRÓXIMA OU DISTANTE DOS SEUS FILHOS

Veja bem.

Você tem duas possibilidades aqui:

Ou você copia e cola meu método e faz suas primeiras vendas online seguindo as minhas estratégias

Ou você terá que encarar um emprego que você não se sente feliz 

Combinado? ótimo.

Mas não é só isso que você vai precisar hoje.

2. Você precisará de instruções sobre como trabalhar dentro de casa e cuidar do seu filho ao mesmo tempo.
msa-texto

Vou explicar para você em detalhes, como você pode organizar sua rotina, de uma forma que você consiga dar conta de tudo que precisa fazer dentro de casa e consiga ainda gerar dinheiro com suas vendas online.

Trata-se de um material prático e indispensável de produtividade para mães.

Vou te ensinar a ser produtiva no meio do caos (Você vai me agradecer depois)

3. Oportunidades para uma mudança completa de vida: A minha lista de execução para você ganhar dinheiro durante a pandemia e pós-pandemia. Basta fazer o Desafio de 30 dias que está dentro do curso.

Como eu disse antes, esse curso é totalmente prático ao que eu faço no meu dia a dia.

Desde 2015 utilizo rotinas e ferramentas que na minha opinião, podem elevar sua vida a um novo patamar.

Quando o mundo nem imaginava que pudesse acontecer uma pandemia, eu já ganhava dinheiro dentro de casa.

E ao contrário de muitas mães que perderam o emprego durante a pandemia. Eu continuei proporcionando conforto e segurança para os meus filhos.

Portanto, você precisa blindar a sua vida imediatamente, para ganhar dinheiro dentro de casa durante durante esse momento de pandemia e pós-pandemia.

Vou te revelar todas as ferramentas, nos vídeos do curso.

msa-texto
msa-texto
msa-texto

4. Acesso a um fórum de debate nos vídeos, para enviar suas dúvidas e nossa equipe te ajudar.

msa-texto

É esse o espaço em que eu vou manter o contato mais próximo e dinâmico possível com você. Dentro da área de membros, respondendo todas as dúvidas que você deixar nos comentários das aulas.

E é claro que para dar tudo certo, você precisa do melhor direcionamento possível.

Esse será o nosso veículo de comunicação pelos próximos doze meses.

PRIMEIROS PASSOS: Vídeos com passo a passo de como abrir contas em algumas plataformas, criar acessos e como sacar as comissões em reais e em dólar – e, lá dentro, como você pode realizar algumas integrações que vou abordar.

Esses vídeos são o verdadeiro “como fazer” que vai ficar totalmente disponível pra você.

Pra não ter a desculpa de que você é uma completa iniciante e que mal sabe usar o computador – ou, que você não soube fazer.

Mesmo quem nunca tenha usado um computador na vida, será plenamente capaz de abrir conta em uma plataforma e começar a ganhar dinheiro em casa, com esse conteúdo que vamos disponibilizar.

Quanto vai custar o ingresso a todo esse plano prático?

Olha, a Natália preparou algo realmente pra mudar a sua vida.

Fazer você ganhar dinheiro no pior cenário.

E te ajudar a escalar seus ganhos no melhor cenário.

O valor do que ela está te entregando é difícil de mensurar.

Por isso… o acesso ao Curso Mães Super Afiliadas, com o passo a passo sobre como ganhar dinheiro dentro de casa.

Somado o acesso do Curso, você vai aprender como ser UMA MÃE SUPER PRODUTIVA e vai ter mais tempo para cuidar de você…

Com os 7 primeiros dias de garantia…

Tudo isso vai custar para você:

12x de R$ 19,29.
É isso mesmo.
R$19,29  reais por mês

O método que está fazendo com que qualquer mãe, gestante ou dona de casa gerar uma renda de R$1.000 até R$12 mil reais, apenas seguindo o passo a passo ensinado. TOTALMENTE DO ZERO

MAS ATENÇÃO:

Este é um preço absolutamente especial dada as circunstâncias.

O preço regular em nosso site é R$ 297 reais a vista.

É uma oferta única e especial, pois o momento exige nosso maior cuidado com você. Com o seu dinheiro.

Como eu disse de início, aceitar a minha ajuda e conhecer minhas instruções, neste primeiro momento, não te compromete em nada.

Você tem 7 dias de garantia, para acessar o Curso e conferir se é realmente para você.

Eu sugiro fortemente que você ao menos conheça as instruções que passei as minhas alunas.

Trata-se de um negócio estratégico e fundamental para te ajudar a ganhar dinheiro dentro de casa e ter mais tempo para os filhos.

Eu não vou me estender aqui e nem ficar te listando argumentos racionais pra você se convencer de que precisa disso.

É com você.

Se precisar, tome uns minutos pra refletir.

Só não se esqueça que altas e baixas acontecem de maneira imprevisível. E Você precisa gerar renda para sua família imediatamente.

Por fim, se você decidir não aceitar minha ajuda, tudo bem.

Ainda assim tenho algumas recomendações:

Aja com responsabilidade.

E aproveite seus filhos com muito amor.

Esse cenário de pandemia foi complexo e sem qualquer precedente histórico.

Por isso, você pode sofrer por não ter mais um emprego e precisar cuidar do seu filho, ou pode aproveitar isso a seu favor.

Cuidado com cada decisão.

Um abraço,
Mariana Souza

Copyright 2021 © Curso Mães Super Afiliadas - Todos os Direitos Reservados.
Estamos Online Faça uma pergunta
Enviar